Para inaugurar o assunto seriados, que vai ser bem falado por aqui, vamos começar com um que vem fazendo sucesso e é baseado no livro “Thirteen Reasons Why (2007), de Jay Asher e adaptado por Briam Yorkey para Netflix. Bora la conhecer!

A série toda gira em torno de Clay Jensen (Dylan Minnette), um estudante do ensino médio que recebe na porta de sua casa uma caixa com 7 fitas cassetes gravadas por Hannah Baker (katherine Langford), uma garota que cometeu suicido dias antes e narra nas fitas os 13 motivos que fizeram ela tirar a própria vida, pela visão dela.
Cada fita narra situações e reações vistas e vividas pela jovem, principalmente na escola. Algumas bem comuns, outras inaceitáveis e por muitos momentos da para identificar pessoas conhecidas em alguns dos personagens e se imaginar em muitas das cenas.
Com o passar do seriado muitas questões bem serias são levantadas, como: bullying, machismo, homofobia, abuso sexual, drogas, omissão familiar e o tema principal de toda historia: o suicídio.

Eu assisti com aquela pontinha de esperança de que no final algo aconteceria, que fosse um sonho, e que ela ainda estivesse viva. E foi uma mistura de sentimentos porque da para identificar pessoas e grupos, e assim como eu, muita gente se encaixou em algumas situações, seja no presente ou na época da escola, acho que esse também é um dos motivos de ter feito tanto sucesso entre os adolescentes. Muitos seriam motivos e só perceberam ao assistir.
O suicídio da Hannah é algo que desde o começo da série é citado (não estou dando spoiler), e chocou muito o fato de ter mostrado a cena do suicídio nos mínimos detalhes, realmente é uma cena bem forte, fiquei pensando em como alguém chega naquela situação e mesmo depois de cada fita e de cada motivo, eu desejei que ela tivesse uma nova esperança.
O que gerou polemica foi a possibilidade de encorajar pessoas que tem tendências suicidas a se suicidar, mas acho que vendo de fora a situação fica mais fácil ter uma nova perspectiva, de ver como podemos mudar uma situação com pequenos gestos, temos que abrir os olhos e aprender a lidar com os sentimentos das pessoas, uma palavra, uma atitude ou como na serie, a falta de atitude , pode sim influenciar e muito a vida das pessoas.

Vamos conhecer o elenco:
➡ Dylan Minnette: Clay Jensen
➡  Katherine Langford: Hannah Baker
➡  Christian Navarro: Tonny Padilla
➡ Miles Heizer: Alex Standall

➡ Alisha Boe: Jessica Davis
➡ Tommy Dorfman: Ryan Shaver
➡ Ross Butler: Zach Dempsey
➡ Justin Prendice: Bryce Walker

➡ Devin Druid: Tyler Down
➡ Ajiona Alexus: Sheri
➡ Michele Selene: Courtney
➡ Brandon Larracuente: Jeff

➡ Brandon Flynn: Justin Foley
➡ Henry Zaga: Brad
➡ Steven Silver: Marcus
➡ Sosie Bacon: Skye Miller

➡ Kate Walsh: Olivia Baker
➡ Brian D’ Arcy James: Andy Baker
➡ Amy Haragriaves: Lainie Jensen
➡ Derek Luke: Mr. Porter

No mesmo dia em que a serie foi lançada, a Netflix divulgou “13 reasons why: Tentando entender os porquês“, onde o elenco, equipe de produção e profissionais da área da saúde, discutem as cenas que abordam as questões mais polemicas.
Se vale a pena assistir? Vale muito. Todos os assuntos polêmicos precisam sim serem discutidos, e incomodam porque não deveria ser uma opção tratar mal as pessoas, e nem tirar a própria vida mas cada um vai interpretar de uma forma e tudo na vida é assim. Tire o que puder de melhor, mas não veja tudo como verdade absoluta e me diga o que achou.

Para mais informações: www.thirteenreasonswhy.info

Talvez você goste

8 comments on “Séries: 13 Reasons Why”

  1. Eu assisti uma parte dessa série e me encaixo nas pessoas que não gostaram da série. Não sei se fui só eu, mas vi muita gente romantizando a série, e isso logo me incomodou. Outra coisa é que os episódios são muito chato e arrastados… achei muita coisa desnecessária :p Mas, claro, essa é minha opinião, e eu entendo muito bem a repercussão da série, embora ache que as pessoas deveriam se preocupar sempre com suicídio, e não somente durante a acensão de um seriado (!).

  2. Essa foi uma das melhores séries que já assisti na minha vida, principalmente por falar de forma tão natural um assunto que é tratado como um tabu criminal! Acredito que o suicídio de alguém não é apenas problema de quem o comete, mas de todos que puderam fazer alguma coisa, mas que preferiram fechar os olhos em nome do próprio egoísmo ou conceito. Achei muito importante a abordagem da história mostrando a verdade nua e crua: se o suicida é egoísta somos tão egoístas quanto porque não fomos capazes de enxergar nos olhos do outro um pedido por socorro!
    Abraços 😊

    • É muito delicado, foi realmente muito bom mostrar como a atitude das pessoas podem mudar a vida de alguém, infelizmente muita gente se deixa influenciar de forma negativa e não aproveitar a real mensagem do seriado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *